KIKOAUTOS - Multimarcas · Multipossibilidades.
Kiko Autos

Diferença de segurança entre Hatch, SUV e Picape

 

Carros mais altos estão em alta no mercado, tanto SUV quanto picapes. Os argumentos para a escolha desses veículos são muitas vezes passionais, o consumidor gosta do desenho mais robusto ou sente mais segurança com a posição de dirigir elevada. Mas na prática, são mais seguros que um hatch ou um sedã?

revista australiana Wheels levou esse questionamento para a pista de testes. A publicação usou seis carros da Ford e da Mazda como parâmetro. Os hatches Ford Focus e Mazda 3, os SUV Ford Escape e Mazda CX-8, e as picapes Ford Ranger e Mazda BT-50.

Foram realizados testes de frenagem, aceleração, aderência, teste da frenagem autônoma de emergência e o teste do alce. O teste de frenagem foi realizado em pista seca e em pista molhada, já o teste do alce seguiu a norma internacional ISO 3888.

Começando pelo teste de frenagem, onde o peso e os pneus fazem diferença. Na Mazda o resultado com pista seca foi previsível, com o hatchback 3 precisando da menor distância, o SUV CX-8 em segundo e a picape BT-50 em terceiro. Na pista molhada o CX-8 levou uma leve vantagem do 3.

Na Ford o Escape saiu melhor que o Focus em pista seca, isso pode ser relacionado com a versão esportiva ST-Line do SUV que traz pneus melhores. No molhado o Focus foi melhor por apenas 40 cm. A Ranger ficou na lanterna. A distância de frenagem de ambas picapes foi bem maior que a dos outros carros, mostrando que é preciso dar mais distância a elas no tráfego.

O teste do alce é um teste de mudança rápida de faixa onde vão aumentando a velocidade até chegar no ponto onde fica difícil controlar o carro ou ele atropela os cones. Essa mudança de faixa provoca o deslocamento rápido da massa do carro de um lado para o outro, colocando o centro de gravidade como um dos elementos mais importantes junto dos pneus e da suspensão.

Dessa vez todos os hatches foram melhores, mesmo com o Ford Escape usando pneus superiores ao do Focus. A diferença de velocidade dos SUV para os hatches foi de 5 km/h nos Mazda e 4 km/h nos Ford. Porém as picapes foram bem mais lentas devido a sua natureza.

No teste de aceleração lateral é medido o limite de aderência de cada carro. Os resultados foram similares ao teste do alce, com o Escape ficando próximo do Focus graças aos pneus. As picapes ficaram com uma grande diferença.

A revista usou o mesmo método do Euro Ncap para testar o sistema de frenagem autônoma de emergência, que utiliza uma maquete para simular um carro parado. Mas o teste europeu só é realizado a 50 km/h, a revista subiu o nível testando em velocidades mais altas.

Até 50 km/h todos os carros pararam sozinhos sem encostar no veículo a frente. Com o sistema da Mazda aplicando o freio com mais firmeza e parando antes. A partir de 55 km/h os carros da Ford pararam depois de encostar no carro a frente, mostrando a necessidade do motorista intervir para evitar a batida.

Os carros de passeio da Mazda foram bem até a velocidade máxima testada, de 65 km/h. A picape BT-50 só conseguiu parar antes de encostar na maquete até 60 km/h.

Os leitores mais entusiastas já devem estar pensando “é óbvio que um SUV e uma picape iria se sair pior.” Mas os números do teste mostra algumas informações que ajudam a analisar melhor o comportamento e a segurança dos diferentes tipos de veículos.

Os SUV derivados de carros de passeio estão cada vez mais próximos dos carros que são derivados, mas no final a massa maior e o centro de gravidade ainda tem sua influencia. Já as picapes médias com chassi podem ter um bom desempenho em linha reta, mas em emergências ainda são veículos pesados feitos para o trabalho.

A evolução dos SUV ainda não dispensam a atenção com o espaço de frenagem e a estabilidade desses carros. Já as picapes médias são mais difíceis de contornar a sua natureza e necessitam de atenção redobrada.